Número total de visualizações de página

sábado, 27 de junho de 2009

O silêncio

O silêncio, para mim, é de noite,
Sempre de noite.
De dia,
O sol aquece-me
E não me deixa
Senti-lo.
Mas eu sei
Que o silêncio
Tem um som,
Uma espécie de murmúrio
Que só eu oiço.
Porquê eu?
Não sei.
Talvez tenha nascido
Com esse dom!

Helena



2 comentários:

  1. como sabe bem que o ruído pare
    e seja tudo mais que o silêncio fale

    ---

    o relógio faz
    tic
    e depois tac
    e no intervalo o tempo passa
    em silêncio

    ---

    Estava um homem consigo e disse-lhe:
    – Estou consigo.
    Já reparei, disse-lhe o outro.
    Não sei se se ouviam. Dialogavam, ou parecia, deviam pensar.
    Um deles ficou quieto e o outro imitou-o. Ficou quieto.
    Ficaram quietos um bom bocado. Esquecendo-se um do outro.
    – O meu silêncio perturba-me, é intrusivo, sinto-o por dentro, ruidoso.
    O meu silêncio, disse-lhe o outro, é feito de aparas de tempo que perdi.
    Ficaram, ficou cada um no seu silêncio, a pensar com botões e tempo.
    – Não encontro lógica nisto.
    Nisto, isto?, disse-lhe o outro.
    – Faço reparar que realmente não dialogamos, como estar nos opostos da mesa de ping-pong e fazemos ping-pong.
    É o que se espera que se faça numa mesa de ping-pong, nem menos, nem mais, disse-lhe o outro.
    – Estamos onde estamos e ficamos. Nada se passa. A bola não tem nada. É só perda.
    A bola atravessa, disse-lhe o outro.
    – Não gosto. Não gosto deste ping-pong que finje ser diálogo. A bola não fala. E de alma...
    Está no seu direito, disse-lhe o outro, no direito de não gostar, e alma numa bola, onde já se ouviu falar?
    O homem que estava consigo levantou-se e olhou-se.
    O espelho estava do outro lado e nele não se viu.
    Quando se visse falava.


    Pedro

    ResponderEliminar
  2. Uma delícia de entendimento este nosso silêncio...
    É murmúrio,
    É calor,
    É ausência,
    É presença,
    É ser eu,
    É ser tu,
    É, sobretudo, nós.

    Helena






    Helena

    ResponderEliminar