Número total de visualizações de página

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Aprender

Nem sempre se tem
O que se espera ter.
Mas é sempre possível,
Do que se tem,
Fazer render,
Transformar e tecer
Aquilo que nos faz bem!
Saber viver
É justamente criar,
Fazer de novo,
E aprender a ver,
Apesar de nem sempre apetecer!

Helena

3 comentários:

  1. Quase sempre se é
    O que nos espera o Ser
    Se o que for que vier
    Nos vier de aprender.
    Que o destino ou vontade
    Ou o que está sobre nós
    Não comanda a verdade
    Que nos vem dos avós.
    Só apenas na hora
    Que há-de chegar
    O que está sobre nós
    Nos há-de calar.

    ResponderEliminar
  2. Helena,
    Hoje o meu comentário em resposta à sua "aprendizagem" é a minha postagem do dia. Como sempre, a sua prima pela sabedoria e sensatez


    Claridade

    As nuvens são castelos no ar
    E por detrás delas o sol quer brilhar.
    Não lhe é possível, é um sol cinzento
    Porque só tu és meu pensamento.
    E porque o "TU" mesmo,
    Esse está ausente.
    E a cidade quando tu não estás
    Qual corredor sombrio e escuro,
    É como uma mina.
    E a luz que vejo não é do sol.
    É o grande amor que eu por ti sinto
    Que me ilumina.

    In "Passagens" 2001

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. com o tempo transformamo-nos
    aproximamo-nos
    da raiz

    Pedro

    ResponderEliminar