Número total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Perdi-me

Caminhamos juntos tanto tempo.
Sonhámos juntos tantos sonhos.
Fomos cumplices de tantas coisas,
Que hoje, sem ti,
Me perco nas voltas da vida.
Perdi sonhos,
Perdi caminhos,
Perdi noites,
Perdi-te a ti.
Procuro-te, em vão,
Nas insónias que me invadem,
Nas lágrimas que me não secam,
Nas lembranças que não se apagam
Nas marcas que em mim deixaste
Nos filhos que me fizeste.
Perdi-te.
Mas encontro-te
Em tudo quanto faço
Sonhando sonhos comuns.

Helena

3 comentários:

  1. Gostei do que li...

    Solidão...saudade...

    Abraço caloroso vindo da mais bela península...

    ResponderEliminar
  2. Boa noite Dr.ª Helena.
    Deixo este comentário só para lhe dizer que no dia em que li este poema lindissimo vi nele espelhado o momento difícil que agora atravesso. Li e reli a ponto de o trazer no meu pensamento a toda a hora.

    Muito obrigada por o partilhar.

    Fátima

    ResponderEliminar