Número total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Este país que eu amo!

Tenho pena deste país
Que merecia ser bem amado.
Pequenos, fomos grandes
Num distante passado.

Hoje não sabemos quem somos
São os de fora que nos definem,
Esquecidos de quem fomos,
E dos grandes que nos redimem.

A Europa, soberba e orgulhosa,
Só nos vê estender a mão.
A Alemanha, agora vitoriosa,
Já esqueceu a gratidão.
A França é outra história,
Que se espera seja honrosa,
E caminhe em contra-mão!

Dos grandes, não reza a história
Dos pequenos, menos ainda.
De Portugal queremos vitória,
Orgulho e honra infinda!

Helena

4 comentários:

  1. Gostei imenso deste texto! 'Este país que eu amo', o país do meu coração, o país que definiu a minha nacionalidade.. Um país com um passado grandioso que acaba por ser esquecido com os acontecimentos presentes.
    Voltaremos a ser grandes?
    um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Tenho a certeza, que sim, Helena.
    Como católicas, peçamos a Deus, que ilumine estes homens e mulheres.

    Demos mundos ao mundo.

    Abraço da Luz.

    ResponderEliminar
  3. para o pais voltar a ser grande é preciso pessoas exigentes a tempo inteiro e de um grande líder... pessoas exigentes só temos quando as coisas as afeta quase diretamente e grandes lideres penso que já não existem nem aqui nem em parte nenhuma infelizmente.

    adorei o poema!

    ResponderEliminar