Número total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Tempo

Julguei que o tempo
Suavizava a memória.
Julguei que o tempo
Me faria esquecer-te.
Julguei que o tempo
Me traria outros amores
Que me tornariam feliz.
Julguei que o tempo
Sarava a ferida
E me abriria a porta da vida.
Afinal, o tempo passou,
E outros amores surgiram.
Mas lá no fundo,
Foi sempre a ti
Que eu procurei
E foste sempre tu
Que eu encontrei...

Helena

10 comentários:

  1. Helena
    Digam o que quiserem mas, Amor, o verdadeiro, há um só. Aquele que nos marca a ferro e fogo, que nunca acaba, mesmo que outros apareçam. Não são mentira mas, não são "Aquele".
    Tive muitas paixões, vivi-as com verdade, Amor, só tenho um.
    Felizmente, dura há 46 anos. E, este, com altos e baixos é, o meu único Amor.
    Beijinho amiga
    Maria

    ResponderEliminar
  2. até que enfim querida Helena consigo entrar neste simpático recanto...
    Eu volto!
    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  3. Minha querida ERA UMA VEZ
    Não conseguia entrar? Teve dificuldade?
    Bjo

    ResponderEliminar
  4. Querida Helena

    Dificuldade sim porque sou uma "principiante"...neste inter mundo...
    Tenho uma amiga que de vez em quando me vai tirando dúvidas a quem agradeço muito.

    ResponderEliminar
  5. Console-se, que eu já perdi textos inteiros.
    E agora que dei para modernaça e comprei um Mac, vejo-me grega para acertar.
    Mas hei-de conseguir...

    ResponderEliminar
  6. Oi, tudo bom? Meu nome é Mariana, estou passando pra fazer a divulgação do meu novo blog Marih Design, ele é sobre templates para blogs, aceito encomendas e ainda disponibilizo alguns templates free, visite http://marih-design.blogspot.com/.

    ResponderEliminar
  7. oh tempo que és
    oh tempo que foste
    que tempo és
    que será que foste

    Pedro

    ResponderEliminar
  8. "Duas ou três coisas que julgo saber" disse:

    Helena Helena
    que cavalos de Tróia te perturbam que nem hoje te lembraste de mim?...

    vá lá
    adoça o olhar
    esquece o desencanto
    pega no teu canto
    e vai passando por aqui...

    ResponderEliminar