Número total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Os outros

O que há dos outros em nós?
Muito? Pouco?
Possivelmente, quase nada.
Mas é com eles que nos comparamos,
Quando, desesperados, buscamos
Neles o nosso reflexo,
Na esperança de encontrarmos
Esse eu menos complexo,
Que é o que deles há em nós.

Helena

4 comentários:

  1. na noite preta que avança
    passo por ti e vejo-te
    completamente
    que por inteiro não me vês

    aproximo-me para te dizer
    que estou ali ao teu lado
    e dou comigo a olhar
    esse espelho enorme e baço

    Pedro
    2007-10-28

    ResponderEliminar
  2. e nem sempre nos conforta o que deles há em nós ...

    ResponderEliminar
  3. O que há dos outros em nós?
    Tudo.
    Somos mantas de retalhos, folhas brancas em permanente reciclagem.
    Os outros são a cor, o som, o movimento.
    Deslocamo-nos através de um tempo em que tudo passa, medido pelas palavras que dizemos ( aos outros ) pelos gestos que fazemos ( aos outros ), pelos sonhos que conseguimos ( ou não ) pôr de pé.

    Os outros são a argamassa dos nossos tijolos.
    A razão da nossa força,
    o motivo da nossa fraqueza.

    Todos somos outros.
    Todos somos nós.

    ( Perdoe o comentário um pouco estranho... mas foi assim que "li" o que escreveu... )

    ResponderEliminar